A verdade sobre a Black Friday

Amigos, trago verdades…
 
Eu sei que provavelmente você comprou algo na Black Friday. E se não comprou, tenho certeza que pelo menos deu uma “pesquisada” nos preços de algo que esteja querendo comprar (seja por necessidade, seja por desejo). O fato é que a Black Friday nada mais é do que nosso atestado de trouxa!! É isso mesmo! Somos trouxas, o tempo todo, todos os dias, o ano inteiro. Sabe por quê? Afora os preços maquiados (celular de R$ 1099,99 por R$ 699,99) e majorados ao extremo para passar a falsa ilusão de que estamos tendo algum desconto em alguma coisa, quando encontramos algo com um desconto real, podemos perceber o quanto as empresas superfaturam e lucram com as suas vendas diárias. Se algo que comprei hoje por R$ 299,00 (estou falando de uma compra real que fiz agora há pouco) gera lucro para a empresa (porque eu duvido que a empresa vá vender algo que lhe traga prejuízo), imagine o quanto ela lucra vendendo o mesmo item, todos os dias, por R$ 459,00. É meu amigo! Pagamos o preço todos os dias. Um preço muito alto, por sinal!!!
 
A Black Friday deveria ser uma estratégia de venda para renovação de estoque das empresas, onde ela vende os itens da coleção antiga por um preço reduzido para levantar fundos para investir em uma nova coleção que está sendo lançada, o que faz o produto girar e garante que a empresa tenha sempre um estoque atualizado, com os itens de lançamento mais recentes. Porém, o que vem acontecendo aqui nos últimos anos não é somente isso. Trata-se de uma bela oportunidade para esfregar na nossa cara o nosso atestado de trouxa, de população mau instruída, que se acotovela nos corredores da loja de departamentos para garantir 20 desodorantes para si, apenas porque está em promoção, de uma população que está gastando o que não tem para comprar o que não precisa e que, paga, todos os dias, um preço muito alto pelo consumo irracional.
 
Mas… Como ninguém é de ferro… Enquanto a realidade não muda, vamos lá aproveitar aquilo que realmente tem algum “desconto” – ou, dito de outro modo, vamos lá aproveitar aquilo que finalmente está sendo vendido por um preço justo – e que é algo que está além dos nossos desejos instintivos de comprar por medo da escassez, mas que supre as nossas necessidades reais. E não estou falando da necessidade de exibir bens para a sociedade…
 
#prontofalei #ficaadica #blackfriday
Anúncios

Vendas x Convencimento

O processo de Venda torna-se desnecessário quando o cliente está convencido de suas necessidades. O papel do vendedor moderno e do Marketing é atuar no convencimento do cliente, identificando suas necessidades e desejos e fazendo com que ele se aperceba destas necessidades. Vender ficou ultrapassado. As atuais necessidades do mercado vão muito além da simples venda . Convencimento é a palavra da vez!