Outros

Teoria Geral de Sistemas

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

            As organizações são muito mais complexas do que aparentavam ser nas teorias desenvolvidas anteriormente por Taylor, Fayol, Weber, Mayo e outros. Fez-se necessário uma abordagem muito mais abrangente, que analisasse as organizações sob uma ótica mais ampla, levando em consideração não apenas os fatores internos da organização, mas também os fatores externos, como fatores de mercado, por exemplo.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, os países perceberam que eram dependentes uns dos outros e que estavam interligados através de políticas econômicas mundiais, regras, leis, comércio e fenômenos sociais de influência mútua. Todos os países faziam, então, parte de um sistema global e uma modificação em uma das partes do sistema causava reflexos nas demais partes que compunham o todo. Continue lendo “Teoria Geral de Sistemas”

Anúncios
Outros

Ad hoc

Ad hoc vem do latim e significa “para esta finalidade”. É um termo um pouco difícil de entender, devido à sua utilização em várias áreas. Mas é um termo bastante amplo e de conteúdo muito interessante.

Se ad hoc quer dizer algo que serve a uma finalidade, tem-se, por premissa, que este algo veio suplementar ou incrementar algo que estava faltando e que não foi planejado prioritariamente como parte do projeto para se alcançar determinado objetivo. Em termos simples, ad hoc seria uma solução para um problema que não foi inicialmente previsto. Continue lendo “Ad hoc”

Outros

Taylor x Fayol

Para entendermos adequadamente uma teoria, é preciso analisar suas origens, ou seja, é preciso conhecer os homens por trás de tais teorias. Confesso que já estudei este tema, mas acho que nunca havia analisado estes homens como seres humanos dotados de cultura, sentimentos e anseios. De fato, apenas havia estudado suas teorias, suas aplicações e implicações. Mas desta vez me ative ao fato de que cada um possuía uma nacionalidade diferente e isto me ajudou bastante para ampliar meus horizontes.

No caso de Taylor, sabemos que ele era um norte-americano, tradicional. Em sua trajetória notamos sua grande capacidade de desenvolvimento intelectual e profissional. Hoje eu diria que Taylor era um grande empreendedor, embora não se houvessem muitas oportunidades para empreendedorismo na época como há hoje. Por ser um tradicional americano, Taylor deve ter sido criado como todo americano deveria ser naquela época, acreditando no sonho americano, onde qualquer um poderia conseguir qualquer coisa. Continue lendo “Taylor x Fayol”

Outros

As diferenças entre o ignorante e o inteligente

Acabei de ver a seguinte frase na internet:

Pessoas ignorantes são mais propensas a acreditar que são brilhantes, enquanto as pessoas inteligentes são mais propensas a subestimar-se.

Pois é! Que frase interessante… Fiquei pensando nela por alguns minutos antes de resolver escrever um post sobre o tema.

A verdade é que conheço tanta gente medíocre e com um ego tão inflado, que às vezes fico mesmo me questionando se essa pessoa é realmente tão brilhante como ela pensa que é e eu não estou enxergando isso ou se ela é apenas uma pessoa que trabalhou sua autoestima exageradamente. E, por incrível que pareça, quase todos os dias fico pensando sobre este assunto… Continue lendo “As diferenças entre o ignorante e o inteligente”

Outros

Administração Científica – Frederick Taylor

Frederick Taylor, como todo americano que se preza, acreditava que a ciência podia explicar e organizar tudo. A ideia de que todas as coisas podem ser divididas em partes menores e estudadas sob modelos científicos e matemáticos fez com que Taylor criasse uma das teorias mais revolucionárias em termos de gestão empresarial e gestão de recursos até aquele momento.

Sua teoria teve como base a ideia de que cada tarefa deveria ser estudada, remodelada e readequada a fim de evitar o desperdício de tempo e de recursos, tão comuns dentro de uma grande empresa. Continue lendo “Administração Científica – Frederick Taylor”

Outros

Balanço final de 2012

O que dizer de 2012? Um ano inesquecível, por muitos motivos.

Conquistei coisas que achei que eram inalcançáveis. Fui muito além do que muita gente achou que eu iria. Todos os meus esforços foram abençoados por Deus e tudo o que eu sonhei eu alcancei.

Tive dois empregos e em cada um deles conheci pessoas muito especiais, pessoas que não esquecerei jamais!

Aprendi a ser simples como uma criança, que sorri sem motivo, que alegra-se com tudo, com uma simples musiquinha que a tia da creche inventou de última hora. Vi nos olhos de cada uma delas a vontade de crescer e de aprender. E isso é algo que todos nós deveríamos fazer!

Fechei meus olhos por um momento e sonhei com algo grande. Acreditei em mim e consegui! Hoje estou onde eu gostaria de estar. Valeu à pena ter me esforçado. Foram momentos de incerteza e dúvida, mas sempre evitei os pensamentos negativos pois eu acredito que eu sou capaz de fazer tudo o que eu quiser. Confesso que fiquei temerosa quando vi aquele monte de gente na mesma sala, todos lutando pela mesma vaga. Mas ao final, quando vi os resultados, eu soube que eu era capaz! Afinal, quarto lugar no concurso da Caixa e oitavo lugar no concurso do Banco do Brasil não é qualquer um. Isso levando em consideração que eu não fiz cursinho, não tive professor, nada. Eu consegui tudo na raça! Eu fiz o meu resultado com o meu esforço. Eu consegui! E sou imensamente grata a Deus por ter me dado um cérebro pensante e inteligência o bastante para atingir meus alvos. Para minha alegria, Deus me deu também uma vaga exatamente onde eu queria. Quer motivo maior para alegria? Deus me deu tudo o que eu precisava.

Em 2012 também perdi coisas que jamais poderão ser repostas, de valor incalculável! E é claro que minha vida nunca mais será a mesma depois disso. Mas mesmo diante das coisas que perdi, tenho que agradecer a Deus por ter tido o privilégio de ter tido tais coisas, ainda que por pouco tempo. Foram essas coisas que me deram motivos de alegria infinita e me ensinaram uma lição valiosa: aprender a dizer adeus sem deixar de viver!

E é nesse vai e vem de coisas, nesse ganha e perde, que a gente aprende a crescer! É agradecendo por tudo que a gente demonstra a grandeza do nosso espírito.

O que vai mudar em 2013? Bom, nada! As coisas não mudam simplesmente porque mudou o número do dia, o número do ano. As coisas só mudam quando VOCÊ MUDA!

Seja você a mudança que você quer ver no mundo. Faça a diferença!

Se você não puder mudar o mundo, pelo menos mude sua forma de encarar o mundo.

Seja leve, seja intenso, seja alegre, seja bobo, seja criança, seja verdadeiro, seja criativo, seja você mesmo, mas nunca seja o mesmo!!

E é assim que termina o meu 2012, com ganhos e perdas, com alegrias e tristezas, mas, principalmente, com acontecimentos que mudaram a minha vida, para sempre!

Fui…

Outros

É Proibido – Pablo Neruda

É Proibido

É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

Pablo Neruda