administração, gestão, inovação, liderança, transformação digital

Maestria Digital - Liderando a Transformação Digital nas Empresas

Você já assistiu a uma orquestra tocando? Como é possível que todos os músicos toquem com tamanha sincronia e harmonia? É claro que uma dose gigantesca de treino é necessária. Mas vai além disso… É preciso que um maestro esteja à frente da orquestra, indicando onde cada músico deve começar a tocar, criando experiências sensoriais para quem ouve a música, conferindo leveza e harmonia, sem roubar todo o brilho da orquestra. Além disso, o maestro é o responsável por manter e controlar o ritmo da execução, manter o equilíbrio harmônico e liderar a estética musical a ser apresentada.

A pergunta é: o que isso tem a ver com Transformação Digital?

maestro

A Transformação Digital pode ser comparada, em certa medida, a uma orquestra sinfônica. Existem vários atores, cada um com seu papel delimitado e suas habilidades. A orquestra é responsável por transformar toda a linguagem musical escrita em algo visível e sonoro, através de sua produção sonora. A Transformação Digital também é a conversão de ações e processos em produção visível e perceptível para o cliente, percebida através do valor entregue, seja através de elementos tecnológicos que visam facilitar e desburocratizar os serviços, seja na forma de relacionamento que a empresa deseja ter com o cliente em um mundo cada vez mais conectado e social. Tal qual uma orquestra, o processo de transformação digital de uma empresa precisa de maestros para conduzir a jornada.

O que fazem os maestros digitais? Maestros digitais usam a tecnologia para transformar seus negócios e obtém mais vantagem e competitividade do que seus concorrentes. Os benefícios não são visíveis somente nas relações com o consumidor final, mas afetam também diretamente suas operações internas, o que sustenta o resultado e aumenta a vantagem diante de um mercado com inúmeras – e por que não dizer infinitas? – possibilidades para o consumidor moderno, que muitas vezes está buscando personalização de serviços e produtos de forma rápida e fácil de ser adquirida.

Não se trata mais somente de vender produtos, mas sim de fazer parte da vida do consumidor, fundindo as operações da empresa com o cotidiano das pessoas, de forma natural e suave. Tome como exemplo hoje o Facebook e o WhatsApp. São plataformas que já fazem parte da vida do consumidor de forma integrada e natural. Quem nunca acordou logo cedo e deu aquela olhadinha básica nas redes sociais para se manter informado e conectado?

As pessoas buscam cada vez mais a conexão e o senso de pertencimento, ao mesmo tempo em que buscam diferenciação e personalização de produtos e serviços, de forma individualizada, embora desejem que o produto seja acessível a todos, mas não com as mesmas experiências pois cada pessoa tem seu uso único, baseado em suas necessidades individuais. Desta forma, as empresas que souberem como oferecer experiências únicas e integradas, estarão um passo à frente na Transformação Digital.

Mas afinal, o que os maestros digitais fazem de diferente? Como você pode desenvolver sua própria maestria digital? Antes de mais nada, é preciso entender que a maestria é algo a ser desenvolvido, qualquer que seja a sua área de atuação e seu desejo de crescimento. Não acontece da noite pro dia. Pode levar semanas, meses, anos! É preciso construir a maestria dia após dia, de forma a abrir oportunidades e ganhar espaço em um mundo cada vez menor. Há diferentes caminhos para a maestria. O fato é que, apesar dos diversos caminhos, a maestria envolve muito mais do que simplesmente investir em capacidades e habilidades digitais, embora seja um bom começo. É preciso desenvolver habilidades e capacidades de lideranças digitais. E isso é fundamental, principalmente quando estamos falando de uma empresa.

O livro Leading Digital Transformation (Harvard Review) apresenta uma pesquisa bastante interessante sobre o desenvolvimento de maestria digital nas empresas. A pesquisa buscou entender qual é o DNA das empresas que demonstram ter maestria digital. No começo da pesquisa, não havia um caminho claro para a busca de respostas. Os pesquisadores apenas sabiam que as grandes empresas estavam fazendo muito mais sobre Transformação Digital do que a mídia sabia ou divulgava sobre o assunto. Ou seja, era um processo de construção silencioso e “invisível”, de certa forma, tal qual os ensaios de uma orquestra sinfônica.

Os pesquisadores conversaram com 150 líderes de 50 grandes empresas ao redor do mundo e descobriram que essas empresas já estavam investindo em tecnologias digitais, social media, mobilidade e big data, por exemplo. No entanto, mesmo assim, algumas empresas pareciam se destacar ainda mais no aspecto Transformação Digital. O motivo? A forma como a Transformação Digital estava sendo conduzida e liderada.

A maestria digital abrange duas dimensões críticas: o quê a tecnologia faz (capacidades digitais) e como a mudança é liderada (capacidades de liderança). O fato é que estas duas dimensões atuam de forma diferente, embora estejam entrelaçadas em seus caminhos. O investimento feito em tecnologia é um ponto a ser analisado. Mas a forma como você vai usar estes investimentos para transformar a sua empresa é verdadeiramente a chave do sucesso. Ainda na comparação com a orquestra, o violino que você vai comprar pode afetar consideravelmente a qualidade do som produzido, porém, em última instância, é o seu talento e sua dedicação no treino e estudo que vai garantir a maior parte do resultado.

 

Capacidades Digitais

Maestros Digitais sabem onde e como investir em oportunidades digitais. O tamanho do investimento não é tão importante quanto a sua razão. E isso me fez lembrar do círculo dourado do Simon Sinek. Comece sempre com o POR QUÊ! Os maestros digitais enxergam a tecnologia como um caminho para mudar as formas de se fazer negócios. As métricas de social media, mobilidade e analytics não são o objetivo da Transformação Digital. Pelo contrário, são ferramentas que indicam a efetividade do relacionamento com o consumidor. Portanto, se sua empresa está investindo apenas em métricas, sem ter conhecimento claro de como esses números estão realmente afetando o seu negócio, sinto lhe informar, mas você não está realizando uma transformação digital, está apenas digitalizando o seu negócio e isso é somente uma pequena parte do processo de Transformação Digital.

 

Capacidades de Liderança

Para os maestros digitais, as capacidades de liderança são as peças chaves para transformar tecnologia em transformação. É preciso, no entanto, parar de romantizar a Transformação Digital. Ela não acontece no sentido bottom-up, ou seja, de baixo para cima, começando pelas bases. Não são os músicos que buscam um maestro. Em geral, é o maestro quem seleciona os melhores músicos para compor a sua orquestra.

As empresas estudadas não tiveram bons resultados em implementar uma transformação começando pelas bases. A transformação precisa ser top-down, ou seja, de cima para baixo, começando pelas camadas superiores da hierarquia. E por que isso é tão importante? A capacidade de liderança é fator fundamental para o sucesso da transformação. Por isso é importante que ela comece, principalmente, com as camadas mais altas da liderança.

Isso não quer dizer que a transformação precisa ser enfiada goela abaixo. Não é isso! O fato é que se não houver um perfil e papel de liderança e direcionamento da empresa que esteja claro e visível para todos, a transformação nunca irá atingir todas as camadas da empresa. É preciso engajar e aproximar as pessoas para o processo de Transformação Digital. Neste aspecto, é sempre útil contar com pessoas com perfil e capacidade de liderança em todas as camadas da organização, da mais alta até a mais baixa. De volta ao exemplo do maestro, a orquestra até pode conseguir alguma execução musical sem a presença de um maestro. Mas o fato é que o melhor resultado sempre virá quando a orquestra estiver sob a condução do maestro. Por isso precisamos de lideranças que conduzam a Transformação Digital, que norteiem o caminho, que indiquem a direção, que sustentem a execução do processo.

O maestro não busca os louros somente para si. Ele sabe que sem a orquestra o trabalho dele não seria nada. Há uma interdependência entre todos. E essa é a parte incrível da Transformação Digital. Há uma interdependência cada vez maior entre as áreas. A mudança jamais ocorrerá se as áreas não reconhecerem seu papel e sua importância na colaboração com as demais áreas da empresa. Um bom maestro saberá como fazer a interligação entre as áreas para que a obra final seja a desejada.

Antes de encerrar, gostaria de deixar uma frase de Michelangelo: “Se as pessoas soubessem o quão duramente eu trabalhei para obter a minha habilidade, ela não pareceria tão maravilhosa depois de tudo.” Se você deseja obter sua maestria digital, saiba que o caminho não será somente suave e cheio de flores. Envolverá muito esforço, estudo e dedicação. Não há um caminho único a ser trilhado! E é por isso que eu estou aqui. Conte comigo para desenvolver sua maestria e trilhar o caminho da Transformação Digital.

E então: você quer ser um maestro digital?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s