Taylor x Fayol

Para entendermos adequadamente uma teoria, é preciso analisar suas origens, ou seja, é preciso conhecer os homens por trás de tais teorias. Confesso que já estudei este tema, mas acho que nunca havia analisado estes homens como seres humanos dotados de cultura, sentimentos e anseios. De fato, apenas havia estudado suas teorias, suas aplicações e implicações. Mas desta vez me ative ao fato de que cada um possuía uma nacionalidade diferente e isto me ajudou bastante para ampliar meus horizontes.

No caso de Taylor, sabemos que ele era um norte-americano, tradicional. Em sua trajetória notamos sua grande capacidade de desenvolvimento intelectual e profissional. Hoje eu diria que Taylor era um grande empreendedor, embora não se houvessem muitas oportunidades para empreendedorismo na época como há hoje. Por ser um tradicional americano, Taylor deve ter sido criado como todo americano deveria ser naquela época, acreditando no sonho americano, onde qualquer um poderia conseguir qualquer coisa. Além disso, o desenvolvimento e o progresso da ciência devem ter influenciado Taylor. Para ele, assim como para a grande maioria dos americanos – e isso ocorre até hoje – a ciência é capaz de explicar tudo. Cientistas americanos até hoje são fascinados pode modelos matemáticos e impessoais. Se algo não pode ser explicado pela ciência, então é porque ainda não há ciência disponível para isso, motivo pelo qual o fato ou fenômeno deve ser estudado exaustivamente, com base em modelos matemáticos até que se chegue a uma conclusão científica e teórica. Com certeza Taylor cresceu ouvindo isto e deixou que isto o motivasse a criar uma ciência para a arte de administrar e produzir. E foi daí que ele começou a mensurar as atividades, tentando enquadrá-las em modelos matemáticos, sistematizando a arte de administrar e produzir, tentando, acima de tudo, alcançar o sonho americano, onde seria possível produzir mais para se ganhar mais.

Já no caso de Fayol, sabemos que ele era um francês. A cultura europeia era uma cultura mais rígida, menos inovadora e libertadora do que a cultura norte-americana. Todo o continente europeu viveu séculos de lutas históricas pelo poder e pela conquista de territórios. É somente justo que Fayol estivesse também mergulhado nas ideias de sua sociedade, onde o poder e o respeito eram algo muito valorizado, diferente da cultura norte-americana onde a valorização estava em se obter mais dinheiro e mais liberdade. E é neste contexto que Fayol desenvolve a sua teoria, focado nas pessoas que exercem ou detém o poder. Ele acreditava que trabalhando o poder, seria possível se conquistar novos territórios, ou seja, a gestão adequada dos recursos por parte dos gestores seria capaz de lhes oferecer a oportunidade de produzir mais e ganhar mais clientes, mais território. É interessante notar que os princípios estabelecidos por Fayol demonstram um certo grau de autoridade e zelo pelo poder, mas, em determinados momentos, demonstram um certo cuidado e respeito para com o ser humano. Falando sobre o princípio da iniciativa, achei interessante o fato de que Fayol disse que o chefe, algumas vezes, teria que abrir mão de seu amor próprio para permitir que os seus subordinados também tivessem a oportunidade de demonstrar sua iniciativa. Talvez isso indicasse um desejo inconsciente de Fayol, como ser humano, de ter sido ouvido ou levado a sério em diversos momentos da sua vida, onde isso não lhe foi permitido simplesmente pela questão de poder e autoridade tão presentes na cultura europeia – questão esta presente até os dias de hoje.

Desta forma, cheguei à conclusão de que devemos analisar suas teorias com admiração e respeito, absorvendo aquilo que ainda é prático para nós hoje em dia e respeitando as ideias destes homens que tiveram a coragem e a audácia de iniciar uma revolução do conhecimento administrativo que poucos teriam a coragem e a ousadia de fazer.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s